Gatilhos Mentais [Conheça os 16 Mais Poderosos do Momento]

Já ouviu falar sobre gatilhos mentais? Sabe como esses estímulos podem atuar no cérebro e influenciar uma série de decisões? Pois bem, hoje vamos falar um pouco sobre eles e como podem ser uma poderosa arma de persuasão para seus negócios.

O fato é que, ao longo de nossas vidas, tomamos uma série de decisões e gostamos de acreditar que fazemos isso porque estamos usando apenas a nossa racionalidade.

Contudo, não é bem assim que nosso cérebro funciona e o uso de gatilhos mentais pode ter uma grande influência sobre nós, humanos. Sendo assim, pode ter certeza de que você não foi o único responsável pela decisão de comprar o seu iPhone, nem pela sua viagem para a praia tal e talvez nem sobre o seu jantar de ontem à noite.

Isso porque vivemos em um mundo conectado e as melhores empresas sabem como usar os gatilhos ao seu favor. Por isso, se você também quer dominar esse conhecimento e usá-lo em benefício dos seus resultados, veio ao lugar certo, pois é sobre isso que falaremos hoje.

Entendendo o que é um Gatilho Mental

Saiba Tudo Sobre Gatilho Mental

Os gatilhos mentais nada mais são do que os estopins usados para fazer com que o cérebro tome algum tipo de decisão de uma forma inconsciente.

Embora possa ser algo muito novo, é preciso lembrar que essa é uma técnica já bastante usada e que também não é uma invenção da área do marketing não.

O fato é que os gatilhos são recursos presentes na própria natureza humana, como uma forma de facilitar a nossa tomada de decisões diárias. O ser humano funciona assim e pronto!

Se você parar para pensar por alguns minutos, vai entender que somente hoje, deve ter tomado uma série de decisões sem nem se dar conta. Nesse momento mesmo, o seu cérebro está pensando se essa informação é relevante ou não, se vai seguir lendo ou não e se vai fechar a aba do navegador para fazer outra coisa.

Contudo, recomendo fortemente que você tome a decisão consciente de ficar aqui, pois vai aprender muito sobre uma técnica que é extremamente interessante.

Voltando ao assunto, uma pesquisa realizada na Universidade de Cornell mostra que uma pessoa toma aproximadamente 226 decisões em um dia, apenas relacionadas a comida!

Não há dúvidas que esse pode ser um processo bastante cansativo e é por isso que o nosso cérebro já vem equipado com alguns recursos que permitem que essas decisões sejam tomadas a nível inconsciente mesmo, facilitando o processo, afinal, nosso nível de energia é limitado e não podemos desperdiçá-lo com coisas menos importantes.

Tendo isso bem claro, vamos avançar um pouco mais.

Como os Gatilhos Mentais são Utilizados Pelo Marketing?

O marketing é uma área que estuda especialmente o comportamento do consumidor, a fim de entender o que leva uma pessoa a tomar, por exemplo, uma decisão de compra.

Estuda também de que forma esse processo acontece para que se possa elaborar uma forma de abordagem que tenham mais efetividade.

Então, os gatilhos são utilizados como técnicas de persuasão, utilizados para ajudar a convencer ou acelerar uma pessoa a fazer uma compra ou acelerar esse processo.

Os Melhores e Mais Úteis Gatilhos Mentais Para Aplicar

Saiba Tudo Sobre Gatilhos Mentais

Bem, agora você já entende bem o que são os gatilhos mentais e sabe que são recursos usados pelos profissionais de marketing, em sua maioria, para conseguir que o cérebro tome uma determinada decisão.

Com isso bem claro e explicado, vamos então conhecer quais são os gatilhos mais úteis para a aplicação e marketing e em vendas:

  • Conexão e Amor

Uma necessidade básica do ser humano é amor e também a conexão com algo ou alguém. Quando temos isso, nos sentimos mais preenchidos!

O amor pode ser por um esporte, por uma pessoa, por uma marca, um filme, um personagem, um animal e muito mais.

Contudo, não acredite que esse amor acontece de uma hora para a outra e sem algum esforço. É preciso que uma relação seja construída, de forma que uma marca possa demonstrar a personalidade de quem a usa por meio das suas ações.

  • Dor e Prazer

Esse é um gatilho importante, visto que é da natureza humana tentar sempre evitar a dor e sempre procurar o prazer. Quem faz uma escalada ao Everest, por exemplo, não sente prazer na falta de ar ou na exaustão muscular, mas sim o prazer que a conquista do desafio pode trazer.

Ao chegar lá, o corpo é inundado por uma avalanche de neurotransmissores que proporcionam prazer, alegria e bem-estar.

  • Confiabilidade

A confiança é a base de qualquer relacionamento, seja ele profissional, amoroso, pessoal e etc. É bem possível que você mesmo tente evitar aquelas pessoas nas quais não confia, correto?

Quando o assunto é vender, usar esse gatilho mental é indispensável, pois as pessoas precisam confiar na sua empresa para que possam se aproximar ela.

Quem vai comprar em um site que não se sabe se vai mesmo entregar o produto, se vai dar uma boa assistência ou se vai preservar os dados pessoais dos clientes, por exemplo?

  • Falta / Escassez

Esse é um dos gatilhos mais usados pelos especialistas da área de marketing. Quantas vezes você já comprou algo porque era a última unidade? Ou por que o tempo da promoção ia acabar em seguida e você ia ficar sem o desconto?

Esse gatilho ativa áreas ligadas ao nosso instinto humano de sobrevivência, quando temos que garantir o que é básico para sobreviver antes que eles faltem.

Esse gatilho mental também é muito útil quando você quer acelerar o processo de conversão, estimulando a pessoa a tomar logo a decisão que você deseja. Isso inclui produtos que não tem estoque, bônus apenas para os X primeiros clientes, vagas limitadas e por aí vai…

Quem não quer o que é mais exclusivo, não é mesmo?!

  • Relevância

As pessoas gostam de ser relevantes e quando são deixadas de lado, desvalorizadas ou não têm suas opiniões levadas em conta, elas se sentem pouco importantes.

Contudo, esse é um dos gatilhos mentais que deve ser usado com responsabilidade, para que você não ofereça algo que depois a sua empresa não consegue cumprir.

A dica é investir em ações personalizadas e direcionadas, mostrando a importância do cliente para a marca, como ele é relevante e que ele importa, não sendo apenas mais um número.

  • Urgência

Bastante similar ao gatilho da escassez, esse exemplo também ativa o senso de urgência, de que a pessoa precisa tomar uma decisão logo, ou vai ficar sem!

No entanto, nesse caso, as ações consideram mais o uso de prazos, ou seja, o famoso “corra para não ficar de fora”.

Quem trabalha com copywriting está bastante acostumado a usar esse gatilho, oferecendo descontos por tempo limitado, ofertas relâmpago e etc.

  • Novidade

Uma novidade pode ser sempre algo bom ou algo ruim, porém, nosso cérebro tem a tendência a acreditar que elas podem oferecer um benefício. É a busca por prazer, lembra?

É por isso que o lançamento de um novo produto sempre causa um alvoroço no mercado, especialmente quando a campanha é bem trabalhada com esse objetivo.

Porque você acha que os smartphones da Apple são lançados e vendidos praticamente no mesmo dia? A empresa sabe como usar uma série de gatilhos combinados, inclusive o da Novidade.

  • Antecipação

Instiga o cérebro a se interessar pelo que está por vir. Contudo é interessante que as empresas saibam trabalhá-lo corretamente, criando uma expectativa que realmente faça o consumidor querer participar da jornada.

As empresas de turismo, por exemplo, trabalham isso muito bem, produzindo toda uma experiência, muito antes de a viagem, de fato, acontecer.

  • Exclusividade

Esse é um gatilho mental que desperta o sentimento de superioridade que há no ser humano. Quem é que não quer ser exclusivo, especial, importante ao menos uma vez?

Isso porque, quando uma pessoa tem acesso a um lugar, uma experiência, um produto ou uma informação exclusiva, entre outros, ela tende a se sentir mais especial.

Por isso é um ótimo gatilho para estimular uma decisão do seu cliente!

  • Curiosidade

Parecido com o gatilho da antecipação, esse recurso consiste em instigar previamente as pessoas, envolvendo-as antes mesmo de oferecer qualquer oportunidade.

De fato, a curiosidade é algo natural do ser humano e é o que nos fez evoluir e chegar tão longe. Por isso é um excelente gatilho, criando aquela lacuna que precisa ser preenchida.

  • Autoridade

Pense quantas vezes você não tomou uma decisão que estava em dúvida somente porque alguém que você confia recomendou? Pode ser no seu grupo de amigos, no trabalho ou até mesmo na vida online, a verdade é que uma autoridade tem um grande poder.

As blogueiras de maquiagem são um ótimo exemplo pois, quando falam que maquiagem tal é ruim, muita gente desiste da compra e o contrário também acontece.

Por isso é importante que a sua empresa construa uma autoridade na sua área de atuação, reconhecendo você como uma referência no mercado!

  • Prova Social

Aqui é importante muita atenção, pois esse é um dos gatilhos mentais mais importantes e úteis que veremos aqui. Acontece que todo o ser humano é social e está constantemente buscando formas de sentir-se parte de algo.

Isso porque o que o outro pensa ou a expectativa que ele tem sobre nós ainda tem muita influência.

Por isso, o gatilho mental de prova social é tão único e poderoso. Quantas vezes você já não quis algo somente porque todos estavam usando? O Facebook, por exemplo, explora esse gatilho de forma primorosa, mostrando o que os amigos curtem, sentem e etc.

Portanto, para que alguém confie mais na sua empresa, é interessante saber o que os outros clientes seus tem a dizer. É o mesmo que ocorre com os depoimentos em sites de produtos!

  • Humanização

O ser humano costuma criar laços de empatia com outros seres que também tenham sentimentos. Por isso, é importante estar ciente de que a humanização pode trazer uma série de vantagens para seus negócios.

Um site de obras, por exemplo, conseguiu uma taxa de cliques 95% maior apenas trocando as fotos de obras que ficavam na sua página inicial por fotos em que apareciam pessoas.

Esse é um gatilho que pode estar ligado àquele outros que falamos antes: o gatilho de conexão.

  • Benefícios

Todo mundo gosta de ter benefícios quando faz algo e isso é normal de qualquer pessoa que exista no mundo. Não quer dizer que as pessoas só fazem as coisas esperando algo em troca, mas certamente o fato de ter algum benefício pode ajudar muito na tomada de decisões.

Por isso, use sempre esse gatilho mental, aproveitando para deixar claro quais são os pontos que você pode oferecer que vão melhorar a vida dessa pessoa, torná-la mais fácil ou mais prazerosa.

Quando um cliente vai à loja de celulares e pergunta a duração da bateria, ele quer saber mesmo se vai sofrer ou não tendo que dar carga no dispositivo o tempo todo.

  • Storytelling

Todo mundo gosta de uma boa história e isso vem desde a idade da pedra, quando o homem contava seus feitos através de pinturas rupestres. Isso porque passar uma história adiante ajuda a criar conexão e a provocar sentimentos no outro.

Por isso o storytelling é uma estratégia ótima, que possibilita usar uma história que crie uma ligação. Pode ser, por exemplo, sobre a sua trajetória, desde que percebeu um problema até que criou uma empresa para solucioná-lo.

Mais do que isso, essa técnica também ajuda a gerar engajamento, transmitir valores e mostrar seu posicionamento.

  • Simplicidade

Certamente você já desistiu de algo (ou deixou para depois) porque parecia muito complicado, não é mesmo?!

Desvendar algo complexo exige um gasto de energia desnecessária e é natural do seu humano procurar alternativas mais simples.

Por isso é que você deve ter essa alternativa simples! Mostre às pessoas como você pode simplificar a vida delas, organizar, melhorar, reduzir, e etc.

O Nubank, por exemplo, ganhou uma grande quantidade de usuários apenas por mostrar algo simples sem “letras miúdas”, com um aplicativo simples e um canal de contato mais direto.

Atualmente as pessoas buscam por soluções que ajudem a simplificar a vida delas e não torná-la mais difícil.

Pois bem, o fato é que existe ainda uma infinidade de gatilhos mentais e cada um deles tem sua própria abordagem. Contudo, o mais importante é que você saiba que eles podem fazer toda a diferença entre o sucesso e o fracasso do seu empreendimento!

Leia também: Saiba Tudo Sobre Copywriting

Deixe seu comentário